Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/polic396/public_html/bkp-pcia/admin/conectar.php on line 2
Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018
CAPA
NOTÍCIAS
VÍDEOS
GALERIA DE FOTOS
CHAT
AGENDA
SOCIAL
QUEM SOMOS
ANUNCIE
CONTATO


Home Page
Favoritos

WhatsApp Policia e Cia
fb/policiaeciaoficial
@policiaecia
Envie torpedos SMS grátis
TV's Online

Rádios Online

Sites Úteis
Policia Rodov.Federal
Polícia Federal
Bombeiros MG
Polícia Militar MG
Polícia Civil MG
Detran MG
Tribunal de Justiça MG
Justiça Militar MG
Portal do MP
Consultar CEP
Consulta Veículos MG
Lista telefônica
Anteced. Criminais PC
Anteced. Criminais PF
Certidao Negativa Justiça Federal
Certidao Negativa Tribunal Eleitoral
Agência Brasil
Agência Minas
Cadastro Nacional de Veículos
Jornal O Tempo


Parceiros
Pascoal On Line
Matipó Vip
Universo Policial
Blog da Renata
Portal Caparaó
Mutum On Line
Ipanews - Ipanema
Jornal O Campeão
Manhuagito
Portal Vila Nova
Jornal Regional
Portal da Mata
Blog Willian Chaves
Comendador Fabricio
Lovantino
Blog do Cabo Júlio
Amigos de Caserna‏
Blog Debate Policial
Blog do Cabo Fernando
Matipo Web
TV Super Canal
Jornal de Bolso
Manhuaçu Noticia
Jornal o Combatente
Instituto Caminhar
Pontinhos de Minas
TV COM





Política
Preso por extorsão, vereador Ronilson é diplomado por procuração e pode tomar posse 1º de janeiro

O vereador Ronilson Marcílio Alves (PTB), que se encontra preso no presídio de Caratinga desde a última segunda-feira (19/12), acusado de envolvimento em um crime de extorsão, foi diplomado por procuração pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE – MG) e poderá tomar posse no dia 1º de janeiro.

O diploma que confere a Ronilson vereador do Município de Caratinga foi entregue ao advogado de defesa Dário José Soares Júnior. O advogado de Ronilson entrou com um requerimento junto ao Cartório Eleitoral para obtenção do diploma, durante esta última terça (20). Segundo Dário Júnior, com a obtenção do diploma, Ronilson está apto para ser empossado em janeiro. De acordo com a defesa de Ronilson, o fato de o vereador ter sido indiciado e preso pela Polícia Civil não impede os atos de diplomação e posse do vereador. O indiciamento não prejudica a situação eleitoral de Ronilson.

Dário Júnior também já impetrou um habeas corpus em favor de Ronilson no Superior Tribunal de Justiça (STJ), depois que o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) negou o pedido de liminar em habeas corpus. A expectativa da defesa de Ronilson é colocá-lo em liberdade a tempo de ele exercer o mandato. De acordo com Dário Júnior, a defesa irá requerer que Ronilson tome posse e o novo presidente da Câmara Municipal de Caratinga (CMC) tomará a decisão.

Conforme a defesa, provavelmente, ele poderá ser escoltado até a Câmara para uma posse no gabinete. Não existe nenhuma ordem judicial impedindo a posse. Ronilson foi preso em Cordeiro, na Região Serrana do Rio de Janeiro, onde estava foragido, após a Justiça decretar um mandado de prisão preventiva contra ele.
O vereador Ronilson e outros três investigados na Operação Bolso Cheio da Polícia Civil foram indiciados pelos crimes de extorsão e organização criminosa.

A Operação Bolso Cheio da Polícia Civil foi realizada em 29 de novembro. As investigações foram comandadas pelo delegado Luiz Eduardo Moura Gomes. A operação investigou uma suposta organização criminosa bem estruturada, que chantageava uma vítima, exigindo dinheiro, para que um vídeo íntimo dela não fosse divulgado. As investigações apontaram que os investigados teriam exigido inicialmente R$ 200 mil para não divulgarem o conteúdo do vídeo. Depois, os investigados teriam reduzido o valor exigido para tentar extorquir a vítima.

Para a defesa, a decisão que decretou a prisão preventiva de Ronilson não tem fundamentação idônea. A defesa também questiona a autoria atribuída ao Ronilson e sustenta que a medida cautelar imposta ao indiciado, se consubstancia em antecipação de pena. Segundo o Artigo 9º do Regimento Interno da Câmara, o vereador que não tomar posse na reunião preparatória, tem um prazo máximo de dez dias do primeiro período da Sessão Legislativa, sob a pena de perda automática do mandato, salvo motivo justificado e reconhecido pela Câmara.

sequence-03_1 sequence-03_2

Informações da TV Super Canal



Notícia visualizada por 289 vezes.

 

 
Últimas notícias

Mais notícias...

Quem somos - Termos de Uso e Privacidade - Anuncie - Gerenciar
©2009-2018- Site Policiaecia.com.br - Todos os direitos reservados.
Arte Plus - Marcelo Ivanir