Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/polic396/public_html/bkp-pcia/admin/conectar.php on line 2
Sexta-Feira, 19 de Janeiro de 2018
CAPA
NOTÍCIAS
VÍDEOS
GALERIA DE FOTOS
CHAT
AGENDA
SOCIAL
QUEM SOMOS
ANUNCIE
CONTATO


Home Page
Favoritos

WhatsApp Policia e Cia
fb/policiaeciaoficial
@policiaecia
Envie torpedos SMS grátis
TV's Online

Rádios Online

Sites Úteis
Policia Rodov.Federal
Polícia Federal
Bombeiros MG
Polícia Militar MG
Polícia Civil MG
Detran MG
Tribunal de Justiça MG
Justiça Militar MG
Portal do MP
Consultar CEP
Consulta Veículos MG
Lista telefônica
Anteced. Criminais PC
Anteced. Criminais PF
Certidao Negativa Justiça Federal
Certidao Negativa Tribunal Eleitoral
Agência Brasil
Agência Minas
Cadastro Nacional de Veículos
Jornal O Tempo


Parceiros
Pascoal On Line
Matipó Vip
Universo Policial
Blog da Renata
Portal Caparaó
Mutum On Line
Ipanews - Ipanema
Jornal O Campeão
Manhuagito
Portal Vila Nova
Jornal Regional
Portal da Mata
Blog Willian Chaves
Comendador Fabricio
Lovantino
Blog do Cabo Júlio
Amigos de Caserna‏
Blog Debate Policial
Blog do Cabo Fernando
Matipo Web
TV Super Canal
Jornal de Bolso
Manhuaçu Noticia
Jornal o Combatente
Instituto Caminhar
Pontinhos de Minas
TV COM


Bookmark and Share

Colunistas
A Presidenta

Desenvolvido pela ArtePlus - www.arteplus.infoArildo Paulo Viana
Teologia e Direito
vianaarildo@ig.com.br

Teologia, Filosofia e Direito.



A Presidenta

O Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa “Editora Nova Fronteira” 2ª Edição Revista e Aumentada do ano de 1990, já definia a palavra presidenta como: feminino de presidente; a mulher que preside; esposa do presidente. Portanto, tanto faz. As duas formas, linguisticamente, são corretas e plenamente aceitáveis.

Embora a palavra presidenta não seja usualmente pronunciada, talvez dado ao aspecto cultural, já que no Brasil, somente a senhora Dilma alcançou através do voto democrático o cargo de chefe do Poder Executivo Brasileiro, e não chefa, que também não é usual. No passado o Brasil já foi governado interinamente pela Princesa Izabel, portanto dirigente e não “dirigenta” deste Brasil da era imperial.

O Dicionário Aurélio ensina que o feminino de presidente é presidenta. É isso mesmo, com o “a” no final. Talvez seja um pouco estranho ao ouvido por falta de costume. Bem que poderíamos colocar um "fim" no assunto desta pronúncia, pouco usual.

Vejo esta palavra sendo pronunciado com outras conotações. Assim tenho notado, bem como aqueles mais atentos também devem tê-lo feito, que Dilma Roussef e seus seguidores, pretendem que ela se firma num posicionamento alto, como autopromoção da mulher e da política partidária, que para mim não há nenhuma distinção ou honraria, seja mulher ou homem na presidência de qualquer país ou empresa.

Importante é a capacidade de bem presidir, de gerir... Ser reconhecida como a primeira presidente ou presidenta do Brasil, tal como atesta toda fala de seus apoiadores veiculada na imprensa escrita falada e televisiva (Presidenta). Não enaltece a mulher, mas o que sempre vai enaltecer a mulher ou o homem será seu grau de conhecimento de gestão com proatividade e lisura no trato do bem público ou particulares.

Afinal, que palavra é essa totalmente não usual em nossa língua falada?

No português existem os particípios ativos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio ativo de atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendigar é mendicante... Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade. O princípio ativo de presidir é presidente e não presidenta. Por esta razão, vejo a palavra presidente como comum para os dois gêneros: Masculino e feminino. Ao referir a presidente, não está diminuindo ou ofendendo a sua condição de mulher.

Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte.

Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não "presidenta", independentemente do sexo que tenha. Diz-se capela ardente, e não capela "ardenta"; se diz estudante, e não "estudanta"; se diz adolescente, e não "adolescenta"; se diz paciente, e não "pacienta"; se diz contente e não “contenta”; se diz elegante e não “eleganta”; etc.

Por outro lado, o problema deixa, portanto, de ser uma dúvida simplista de certo ou errado, e passa a ser uma questão de preferência ou de padronização. No Brasil, é fácil constatar a preferência pela forma comum aos dois gêneros: a parente, a chefe e a presidente, embora não é errado dizer: a chefa, a parenta e a presidenta. É bom lembrar que a acadêmica Nélida Piñon, quando eleita, sempre se apresentou como a primeira PRESIDENTE da Academia Brasileira de Letras. Patrícia Amorim, desde sua eleição, sempre foi tratada como a presidente do Flamengo.

É possível, porém, que a Dilma prefira ser chamada de PRESIDENTA seguindo nossa vizinha Cristina, que gosta de ser chamada na Argentina de LA PRESIDENTA.

Isto não tem nenhuma importância, apenas foge da preferência do falar do nosso povo brasileiro, que prefere falar corretamente presidente, embora, a palavra presidenta não esteja errada, mas não é usual.

As opiniões expressas ou insinuadas neste site pertencem aos seus respectivos autores e não representam, necessariamente, as do site www.policiaecia.com.br ou de seus representantes.



A matéria foi acessada 6980 vezes.






Leia também:


Quem somos - Termos de Uso e Privacidade - Anuncie - Gerenciar
©2009-2018- Site Policiaecia.com.br - Todos os direitos reservados.
Arte Plus - Marcelo Ivanir